domingo, 20 de dezembro de 2009

Quem sou eu

Alguém que procura a felicidade, mas sabe que ela pode tanto nunca ser encontrada, como após ser encontrada, nunca ser perdida; que procura o sucesso, embora saiba que este pode ser interpretado de um milhão de diferentes formas; que procura a amizade, embora já tenha encontrado muitas e perdido tantas outras; que procura melhorar, mesmo sabendo que às vezes parece impossível e outras parece tão fácil; que procura saber quem é, mesmo que talvez já saiba isso desde que nasceu ou talvez não descubra antes de morrer; que procura o lado bom de tudo, ou pelo menos tenta; que às vezes acha que tudo que fez e faz não serviu pra nada, e às vezes se engana sobre isso; que procura coisas que valham a pena serem encontradas e perseguidas, amadas e servidas, feitas e esquecidas, vividas e lembradas, ditas e pensadas. Mas, acima de tudo, alguém que procura — e assim pretende seguir. Talvez nunca encontrando, mas sempre a procurar.

Rio, 2007

Um comentário:

Andrè Dale disse...

pode crer, lelesklek, faz parte