quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Fênix I

sê novo a cada instante
se reinvente e recrie
das cinzas a fênix renasce
dá as costas ao mundo antigo
abraça o mundo novo
o braço é teu e todo
só novo e cinza e fogo
sou eu, finalmente, tudo

Rio, 28 de outubro de 2010

3 comentários:

Marcus Lemos disse...

Simples, mas muito bonito e verdadeiro :D Parabens gab!

GG. disse...

Muito bonito! Não pare nunca de escrever, não só porque a arte libera as pessoas da loucura mas porque suas palavras são um incentivo e uma inspiração para quem as lê.
Parabens

sandrinha disse...

e muito lindo sim e o trabalho dele e bem feito gosto muito e eu desejo tudo de bom pra ele + ta bem só fan e que deus sempre e lumine sempre o caminho dele e que ele seja muito feliz