quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Pequeno amor

[para ler ao som de  ]


Eu quero um pequeno amor que faça sorrir. Que abrace forte, cante comigo e ria. Que chore ao meu lado e silencie ao me ver chorando — não ofereça palavras mortas em um consolo fútil, mas o entendimento silencioso que tudo acolhe. Que  tropece comigo e levante, nas quedas que devemos experimentar. Que mexa nos cabelos enquanto, num filme, seu olhar se perde no horizonte sem fim. Quero um pequeno amor que durma ao meu lado, num quarto de fim ou início de estação, com a natureza a nos gritar em sussurros fora e dentro. Que viva ao meu lado, que seja ao meu lado, que morra ao meu lado. Quero um pequeno amor que, ao fim da vida, possa olhar e ser olhado, beijar e ser beijado, sentir e ser sentido, viver e ser vivido. Que, nos últimos momentos, nossos olhos se encontrem, para dizer pela última vez, sem palavras, aquilo que sempre dissemos e que é só nosso. Então saberei — como sei agora — que, da vida, o que fica, como sempre ficou, são os pequenos amores.


Rio, 15 de dezembro de 2010

5 comentários:

Fernanda Viviani disse...

olá gabriel,

seus textos são muito bonitos e profundos , adorei principalmente a poesia ´´Serão´´. Acho que ela retrata um pouquinho de cada ser humano, sempre fugindo da sua verdadeira essência.
Parabéns :)

Anônimo disse...

´´ so o maor constroi obras eternas e penetra profundamente o coração da humanidade, porque só o amor é positivo``.

A natureza é tao bela, simples e perfeita. Basta ver os pássaros voando tão livremente no céu, faça chuva ou faça sol, e percebemos que eles são puros da maneira que são.
E os lírios dos campos tão belos sem que para eles haja dinheiro algum para construir a sua beleza.
A flor de lotus cresce tão bela e tão pura no meio do mais profundo dos pantanos.
E se olharmos bem para o céu , sentirmos com amor a brisa do mar e admirarmosa com vontade as profundesas so ocêano da alma veremos que tudo foi criado por Deus com muito amor.
E após olhar e sentir a natureza eu me pergunto :

´´ Por que não pode haver amor entre os homens?´´
Fernanda Viviani ( 18/10/2009)

viviane fal disse...

poxa vida, irmão, você sempre me emociona!

te desejo muitos pequenos amores (e grande também) ao longo da sua jornada, já que o meu é gigante!

Rayssa Ribeiro disse...

Ah.. que texto lindo.. :) texto que faz a gente desejar um pequeno amor pra fazer a vida mais colorida.. texto que faz a gente se apaixonar por um amor que nem conhece ainda.. Parabéns pela sensibilidade colocada nas entrelinhas do texto.. :)

Ah.. e a música para escutar juntamente com a leitura do texto é linda.. ótima interpretação.. :D

Débora Silva disse...

Só o amor verdadeiro faz o pequeno se tornar grande.Só o impossível faz da vida um desafio constante.Só a tristeza faz da vida um filme de drama,que no final é compensado com um bom e belo abraço.Só o abraço faz do medo um inimigo insignificante.Só a coragem faz a possibilidade.Só o desejo faz você por completo o meu bem,minha joia rara,meu tesouro.Só o coração faz da vida uma criança que engatinha para o sucesso.

-Débora Silva