domingo, 19 de dezembro de 2010

Sem título de 19 de dezembro de 2010

Enclausurados na necessidade de sermos livres, não percebemos ser escravos. Continuamente buscando estabelecer grupos para pertencer, pensamentos a concordar e discordar, somos eternamente escravos de nós mesmos, de nossa concepção falida que há de desabar para o renascer de algo novo e eterno. Ao olhar para dentro e perceber o que não se deseja perceber, aproximamo-nos um passo do renascimento tão pregado por tantos antes de nós. Dando chance ao novo ser que há de caminhar sob o sol como um rei e por ele ser iluminado em todo seu esplendor; dando voz ao novo som, que há de vibrar cristalino por entre árvores e mortos; dando um passo de cada vez, rumo ao encontro de Nós Mesmos. A verdadeira alforria não nos pode ser concedida por decretos, ou por idéias, ou ações. Ela está presente, quanticamente, em cada um, e só por esse cada um pode ser alcançada, para o colapso da onda. A necessidade de ser livre é uma ilusão criada pelas próprias correntes. Havemos de perceber que, no jogo universal, as próprias correntes são uma ilusão. Não para serem desprezadas, mas apreciadas como ilusão. Cada sopro traz a vida e a vida traz mudanças; o sopro do novo há de limpar-nos a face e a alma, sendo a primeira e única lei realmente áurea.

Rio, 19 de dezembro de 2010

5 comentários:

Anônimo disse...

O PÁSSARO DA LIBERDADE ( parte 1)

Quando você esta com um nó na garganta e não consegue chorar, é pior do que mil facadas porque é sinal de que algo está preso nas profundezas do seu ser. Você luta para se libertar dessa energia oculta mais não consegue . Essa energia presa dentro de você, que pode ter a forma que você quiser , está só esperando um momento precioso para se libertar e voltar a fluir livremente no universo, porque ela não te pertence.
E às vezes esse no na garganta que não se deixa tocar é o sinal de que você está próximo da sua libertação.
A sua libertação não é externa , não é em relação à ninguém, à nenhuma regra social ou situação que ainda está presa na sua memória, sem te deixar pensar e olhar o presente com clareza. A sua libertação é sublime a isso tudo, ela está querendo te mostrar a divindade presente nas profundezas do seu ser, no fundo da sua alma e do seu coração.
A sua libertação pode vir com esse nó na garganta que não te deixa chorar mas, te faz refletir e chegar na origem de tanto sofrimento e angustia.
A sua libertação quer deixar viver a sua divindade interior, que está há tanto tempo reprimida e prisioneira do seu ego. Chega um momento que ela só quer respirar e jogar no seu coração um pouco de amor, não um amor mundano , preso a idéia de posse e egoísmo , mas sim um amor transcendental, acima de todos os sentimentos baixos... o amor divino que rege o universo, o mesmo que te criou e sempre esteve presente em você , sem que percebesse.
Mas para haver a libertação tem que haver lutas, temos que ser heróis e soldados contra nossos medos, inseguranças e julgamentos que tanto nos assombram. Sem trevas não haveria a noção de luz e sem passar pelas travas da existência dificilmente conseguiremos alcançar a nossa libertação, porque a luta nos torna guerreiros mais fortes e sabeis, nos faz entender um pouquinho mais da vida.
fernanda viviani ( 20/12/2010)

Anônimo disse...

O PASSARO DA LIBERDADE ( parte 2)
Quando fechamos os olhos e nos abrimos para nós mesmos percebemos o que está ocorrendo no nosso mundo interior sem interferências externas. Quando conseguimos alcançar e entender o nosso mundo interior encontramos a chave para a nossa libertação.
Quando encontramos a chave e abrimos a porta de entrada para nosso verdadeiro Eu interior um lindo pássaro branco está livre para voar e alcançar altos vôos . Esse pássaro pode ser chamado de Vida ou Liberdade... então abra suas asas e encontre um caminho que transcenda a idéia de céu e terra e vá voando até se fundir ao Universo e se tornar um só com o Supremo.
A prisao nao está nas masmorras do mundo e sim dentro de nós e o pássaro da liberdade está sempre com a esperança de um dia poder voar, cabe a nós permitir.
Fernanda Viviani ( 22 de dezembro de 2010)

Gabriel M. Falcão disse...

Muito legal, Fernanda! Lindo!!
Obrigado por compartilhar isso aqui!

Anônimo disse...

As palavras exprimem apenas parte dos nossos pensamentos, porém há olhos que conseguem ler além das palavras e enxergar o que nossos pensamentos e emoções querem dizer. E às vezes nossos pensamentos atingem fronteiras que vão além do nosso mundo interior e podem ajudar vidas a encontrar a sua luz.
Espero que continue escrevendo suas lindas palavras e ajudando a iluminar vidas que só precisam de uma pequena luz para encontrar o seu caminho.
É muito legal saber que existem pessoas como você que ( embora eu não te conheça , mas pelo o que você escreve parece que você é uma delas) conseguem olhar além das palavras, das aparências e da ilusão e buscam encontrar algo maior que isso tudo.
Jay Guru Dev
Fernanda Viviani

Gabriel M. Falcão disse...

Somos dois, então. Na verdade, somos seis bilhões, mas tudo bem. ;)
Namaskar!