quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Um ano














Na verdade, um ano e vinte e seis dias. Só hoje eu me lembrei de escrever algo aqui. Na verdade, até lembrei antes, mas não tive tempo ou saco pra ir até o fim. E agora, quando finalmente o tempo e o saco me acham, faz 26 dias desde o dia 26 de novembro (e isso não foi premeditado MESMO — os numerólogos de plantão que decifrem). De qualquer forma, não tem muita coisa pra dizer porque não pensei muita coisa pra dizer e não tô afim de dizer muita coisa. Nesses 365 dias foram 39 textos (a maior parte meus), 52 comentários (grande parte meus), e umas 3.200 visitas (quase todas minhas). De qualquer forma, quando esse lugarzinho de palavras faz anos, eu também faço. Dezenove a mais que ele.

Não sei mais o que falar. É difícil escrever algo sobre uma coisa em que você escreve, porque me parece que ela já se auto-escreve, a cada letra vista aqui durante esse um ano. É isso que fica, então. Não o que eu queria que fosse, não o que você quer que te lembre, mas o que é. E eu não faço a menor idéia do que seja. Pode parecer que eu estou falando apenas do blog, mas... quem sabe? A vida tá aqui do meu lado me dizendo que isso cabe perfeitamente pra dizer dela.

Rio, 26 dias depois do dia 26 de novembro de 2010

Nenhum comentário: