domingo, 13 de outubro de 2013

Semente nº3

Qual homem crucificado que expira, em parábolas, Pai, seja feita a tua vontade e não a minha, o ser que se faz nau entoa, em versos, Deuses, guiem-me teus sôpros e não meus remos.

Rio, setembro de 2013

2 comentários:

Débora Silva disse...

Qual o ser que um dia imaginou um inicio de carreira como o seu?
Somente sucesso pra você!E gostei do verso.

Leticia Pereira disse...

Lindo verso Gabriel!